Enquetes e testes provam como uma educação boa melhora a qualidade de prostitutas, putas e outras meninas





Prostitutas são raramente meninas, que escolheram a sua profissão porque sentem-se chamadas para servir dessa forma para o bem-estar geral. Muitas vezes são atraídas pela ideia de ganhar dinheiro fácil, sem muito esforço ou trabalho, ou aderem à prostituição por falta de alternativas. Isso não é uma base suficiente para garantir um bom desempenho profissional. Por isso é mister oferecer boa educação e aprendizagem para as raparigas. Se as meninas ficam sem supervisão e controle, a inadimplência aumenta.





A estatística mostra claramente, que não é bom, quando as prostitutas gozam de muitas liberdades. Na União Europeia muitas prostitutas encontram-se no controle da máfia russa, 
chinesa, turca, sérvia ou albanesa. Por isso a situação é melhor do que nos EUA e também do Brasil, embora que o Brasil se dá bem, graças à dedicação natural das faveladas, nordestinas e outras meninas muitas vezes pobres, mas com boa vontade. O melhor pais no diagrama é a Rússia com só 10% inadimplência. Conseguiu essa façanha, embora logo depois do fim do comunismo as meninas baratas, que chegaram da Rússia para prostituir-se em outros países não tivessem uma boa fama. Cafetões e clientes reclamavam que elas nem abririam as pernas. Hoje, porém, a Rússia está dominada pela máfia, e o que normalmente é um 
obstáculo para o progresso e a economia, vira no setor da prostituição uma bênção: a máfia transforma as putas e muitas outras meninas, que antes nem sonharam em poder ganhar dinheiro com as suas bucetinhas, em prostitutas obedientes e hábeis. Meninas, que se encontram diretamente nas mãos da máfia, que as compra, educa, castiga e vende, tem uma inadimplência de somente 2.8%. Por isso a situação em alguns países pequenos sob grande influência de máfias é muito boa: A inadimplência na Turquia é 9%, na Albânia 5% e na Moldávia somente 2%. Ao outro lado ficam os Países Baixos com muita liberdade, mas uma cifra fatal de 41%. Também a Alemanha, nos anos liberais da década dos 70, sem influência das máfias, lidou com uma inadimplência por volta de 40%.

As consequências da inadimplência de putas:

Todos nós temos uma vida melhor, se as prostitutas trabalham bem.
Quem usa prostitutas como cliente, cafetão, dono de barzinho e semelhante, já ganha sempre com prostitutas boas, alegres, submissas, educadas e obedientes. Mas todos os outros ganham também. Vejam aqui uns exemplos: Em 1981 um tenente brasileiro torturou e matou três presos de raiva depois de ser mal atendido por uma prostituta preguiçosa e irresponsável. Em 2001, em Nova York um 
empresário, depois de ser atendido por uma puta novinha, submissa e com qualidades fantásticas, voltou tão feliz para a sua empresa, que topou sem discutir, quando apresentaram a ele um pedido de um aumento de salário. Em 2008 um pai mexicano bateu em sua filha pequena com uma vara até ela quebrar vários ossos, depois de ser atendido por uma prostituta má. Em 
2007 um ditador no oriente médio deu uma anistia para 300 presos políticos depois de ser atendido por uma prostituta russa de somente 16 anos, mas muito bem instruída pela máfia russa e albanesa. No Mato Grosso, em fevereiro 2011, um homem matou três cachorros depois de não poder gozar com uma prostituta má. Em 2008 um presidente de uma nação com um exército poderoso anulou um ataque aérea a uma cidade cheio de refugiados, depois de ser atendido por uma prostituta negra, que o deixou enfiar fundo na garganta (o nome não vamos publicar aqui para não correr risco o site ser impedido no país dele, mas quem tiver interesse, faça uma pesquisa no google). No dia 28 de maio de 1942 um major da SS nazista alemão salvou 102 meninas adolescentes judias da Ucrânia da morte por ajudantes ucranianos, como era ordenado pelo chefe da SS Himmler. Elas seriam mortas a pauladas por falta de balas para as armas. Era comum que os ajudantes ucranianos aproveitavam também para estuprar as meninas antes da execução, que na grande maioria eram virgens, tendo entre 11 e 17 anos. Mas depois de transar com uma prostituta da SS exímia o major se apiedou das meninas e salvou-as apesar de correr risco de ser executado por essa infração.
Essa lista contém só alguns poucos exemplos. Com certeza todos nós já recebemos algum benefício por causa de um bom desempenho de uma prostituta dedicada. Devemos ser gratos a elas e mais ainda aos homens e mulheres atrás delas, que recrutam novinhas gostosas, promovem e treinam-nas e abastecem o mundo com putas obedientes e boas. Segundo os cientistas podemos dizer, que por ano morrem mais de dez mil crianças, mulheres e também homens porque uma prostituta atendeu mal. Mais de duas milhões de pessoas são agredidas, recebem uma surra ou outra violência ´por causa de mal desempenho de prostitutas. Anualmente 50 mil presos são liberados porque juízes e outros responsáveis transaram com putas boas. Também tem pessoas que depois de sairem alegres de uma prostituta boa, são mais acessíveis para pedidos de mendigos e organizações. Em Londres a casa onde atendem oito prostitutas tailandesas muito gostosas tem por isso sempre vários mendigos por perto, que recebem dos clientes satisfeitos às vezes mais do que eles pagaram para as meninas, porque elas cobram até pouco. Na contra-mão os homens são generosos com os mendigos. Estima-se, que organizações beneficentes faturam anualmente 3 bilhões dólares por causa de putas dedicadas. Com esse dinheiro eles salvam vidas de crianças na Africa, melhoram o meio ambiente, promovem a arte, o esporte, a educação e muito mais. Quanto melhor as prostitutas, melhor para a humanidade, e até para os animais e plantas. 

Somente as igrejas brasileiras recebem por volta de R$ 20 até 60 milhões por causa disso, sem contar os dízimos de prostitutas, cafetões e empregados deles como faxineiras, motoristas, taxistas e mais.
A esses benefícios se adicionam benefícios indiretos como o melhor desempenho de empresários no trabalho por causa de boas prostitutas, que garante um emprego seguro para milhares de funcionários e operários, e sustenta inúmeros famílias. Nem falando que as prostitutas muitas vezes financiam as suas famílias, garantindo as escolas e mais para irmãos, sobrinhos, filhos e mais. A isso se ajuntam os familiares do cafetão, que são sustentados pelo dinheiro que as prostitutas ganham por causa da virtuosidade de sua boca, buceta e de seu cuzinho, da sua mansidão, dedicação, paixão e gostosura.

Mas putas boas não nascem sem mais, e alguém tem que fazer o trabalho e formar das novinhas encrenqueiras, mimadas, preguiçosas ou birrentas raparigas boas, mansas, submissas, dedicadas, gostosas e apaixonadas pela sua profissão, por seus clientes e por seu cafetão. 
Muitas meninas não seriam prostitutas ou putas tão boas, se não tivesse pessoas atrás delas, que as empurram para trabalhar  e mostrar um bom desempenho.
Não é sempre fácil educar as meninas,  se na casa elas foram mantidas sem rigor e cresciam mimadas e em preguiça

Scandal! Absurd and cruel methods in russian reformatories for girls - Escândalo: Educação na Rússia: Meninas em orfanatos, reformatórios e educandários são muitas vezes educadas para serem futuras prostitutas. Os diretores e professores abusam as meninas indefesas como quiserem. O diretores levam-nas para festas com pouca roupa ou sem calcinha para bancar os custos da instituição ou para melhorar os próprios emolumentos. Com 15, 16, 17 ou mais anos as meninas são vendidas à máfia.

Essa bunda dá uma ideia, quão grande pode ser o trabalho de um cafetão ou outra pessoa, que treina, prepara, forma e educa putas boas para o mercado


Leia mais sobre a educação de putas em http://educaputas.blogspot.com.br/